terça-feira, 2 de agosto de 2011

QUEM NOS SEPARARÁ DO AMOR DE DEUS? (Romanos 8:35)


Amados irmãos, amigos e leitores, você já deve ter ouvido o ditado popular, pessimista, mas engraçado, que diz: ”Quanto mais eu rezo, mais assombração me aparece”. Normalmente está nos labios de quem reclama da vida. Mas ele tem verdades marcantes. Podemos notar  pelo menos duas.
1)    O pensamento por trás é: “Quanto mais rezo (oro), me aproximo de Deus, mais os problemas devem se afastar de mim”. Só que nem sempre isso acontece.
2)        A outra verdade é “Quanto mais procuro me aproximar de Deus, maiores lutas enfrento”. Percebemos que o conteúdo desse ditado está de acordo com a Bíblia. Ela não promete que a proximidade com Deus isente de dificuldades. Mostra ainda que, para muitos, tornar-se cristão é entrar em uma guerra sem fim. Podemos observar a vida dos apóstolos, pois viveram perseguidos e terminaram martirizados. Por esta razão que Jesus alertou os discípulos dizendo que no mundo teriam aflições, mas que deveriam ter bom ânimo. O cristão não está livre de lutas, mas tem a vitória garantida, pois ao seu lado e a seu favor está o Senhor Jesus.
         Amados irmãos, amigos e leitores aprendemos que não estamos livres das lutas, mas ninguém nos separará do amor de Deus, com Deus ao nosso lado temos a vitória garantida.
Jesus está dizendo, “Não se aproxime de Deus até que você tenha acertado tudo com aqueles a quem ofendeu”.  Amigo, eu não estou dizendo que isto seja fácil, mas Jesus claramente diz que é absolutamente necessário.
 Muitos cristãos não tem poder porque ignoram esta ordem fundamental. Gaste algum tempo considerando aqueles a quem você pode ter ofendido.
Quando Deus lhe revelar pessoas que você ofendeu ou feriu, decida ir até elas e lhes peça perdão. Porém, não vá tentando defender-se ou para recomeçar a batalha.
Simplesmente vá em humildade e amor. Além disso, não pense que você falhou se eles se recusarem a lhe perdoar. Sua responsabilidade é fazer sua parte em humildade e amor, a maneira como eles responderem é problema deles.
Quantos seguidores fiéis de Cristo sofrem, hoje  mesmo, cruel perseguição e até morte? Quantos padecem de necessidades físicas? Quantos sofrem zombaria exatamente porque são fiéis a Jesus Cristo? Por que eu e você haveríamos de caminhar sobre rosas enquanto outros sofrem com os espinhos?
Meus amados irmãos, amigos e leitores, lembre-se de que o Senhor Jesus disse: “Neste mundo teríamos aflições”, e nos prometeu que “Estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos”. Não permita que as adversidades desta vida, venham separar você do Senhor Jesus. Se Deus é por nós, quem poderá ser contra nós? Nada será capaz de nos separar do amor de Deus que procede do nosso Senhor Jesus.
Temos o exemplo do Apóstolo Paulo, que três vezes pediu ao Senhor que afastasse dele o espinho que ele tinha na carne. Mas Deus cobriu o sofrimento com Sua graça. É assim que Deus transforma dores e sofrimento em bençãos.
Aprendemos que é a graça suficiente que pode agir no meio das fraquezas. Trazendo consigo alegria  e poder. O apóstolo Paulo sentia prazer nas experiências angustiantes, veio diretamente da certeza que todas elas contribuiriam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.
Crer é, portanto, agarrar de uma vez a perfeição de Deus. O domínio do mundo inteiro pertencerá à descendência espiritual de Abraão, como está escrito em I Corintios 6.2 – “Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas?”. (Significa que tem o sentido de governarmos com Jesus Cristo).

COM JESUS CRISTO
SOMOS MAIS QUE VENCEDORES.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário