terça-feira, 1 de agosto de 2017

IGREJA LUZ DO MUNDO E NÃO EMPRESA DA FÉ


(João 8.12,20)
Amados irmãos, amigos e leitores, a igreja tem sido vista de diversas formas:

1) um clube religioso - vidas que se reúnem, sem compromisso com Jesus.
2) um grupo de ação política - pressionando contra os males da sociedade.
3) um reformatório
4) um hospital para curar as feridas da alma - em busca de cura.
5) uma agremiação de fanáticos religiosos - ser religiosos.
6) uma espécie de tábua de salvação - só quando estão necessitados.
7) um meio de ganhar dinheiro - aqueles que vivem do reino e não  para o reino de Deus.
8) uma democracia religiosa - que deseja apresentar as regras morais para o mundo.
9) uma empresa para comercializar os produtos da fé - Os gerentes se encaixam nessa visão. A função deles é de fiscalizar os projetos ou alvos de terceiros, supervisionar o que está em execução e motivar o cumprimento das metas, visando a uma maior produção e lucratividade, e vendas de produtos, toalhas, carnet, etc.

Como Deus deseja que a Igreja seja:

1) a vitrine de Deus no mundo - sendo a luz na escuridão como está escrito em Mateus 5.14 – “Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte”; Atuando como tempero de alta qualidade para trazer sabor à vida, quebrando as barreiras e de classes, em nome de Jesus (Romanos 10.12 – “Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam”.)
2) Os lideres são de natureza diferente. Sua visão é de servo. Sua preocupação é com o Reino.
3) Seu investimento é nas pessoas.
4) Somos servos dos servos de Jesus Cristo e o nosso valor reside em servir e cumprir a missão que nos foi confiada a servir melhor ao Senhor Jesus Cristo.
5) Envolvendo-se com Deus em consagração e edificação.
6) A igreja que evangeliza é a mesma que educa, que louva e que adora em amor, praticando o seu amor ao próximo, investindo e socorrendo os que carecem em Atos 20.35 – “Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os enfermos, e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber”. Sendo generosos com as pessoas, para que elas tenham o caráter de Jesus Cristo.

A missão da igreja deve ser entendida como:  

1)    Comunhão com Deus e com os homens.
2)    Ensinar aos servos de Deus o aprimoramento da fé.
3)    Aproximarmos da palavra  e conhecendo os mistérios de Cristo.
4)    Assistência aos que necessitam de encorajamento espiritual
Tudo isso nos mostra que a igreja, expressão do Reino, tem sua visão
voltada para o gênero humano Marcos 1.15 – “E dizendo: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo. Arrependei-vos, e crede no evangelho”.

Amados irmãos, amigos e leitores, o que conquistamos aqui é fruto da bondade de Deus e deve ser empregado para abençoar a nós mesmos e as pessoas que nos cercam, a exaltar e glorificar o nome de Jesus.

Aprendemos que na igreja do Senhor o culto não é show, não é espetáculo nem programa de auditório, o dirigente não é artista nem apresentador e a igreja não é platéia. A igreja é expressão do reino de Deus, ela tempera este mundo e trabalha na terra os que viverão na eternidade . O domínio de Deus estende-se, por meio da igreja, sobre o mundo e o seu maior patrimônio são as vidas.



SOMOS O SAL, SABOR E LUZ QUE BRILHA NAS TREVAS

domingo, 2 de julho de 2017

A ESCOLHA ERRADA


O Senhor Deus tem um amor incondicional pela sua criação e sua misericórdia dura eternamente. É por esse amor que Ele tem compromisso  pela suas promessas, Ele providencia vários meios para nos conduzir pelo melhor caminho, mas o homem tem por sua natureza a desobediência e teimosia, levando-o em desviar do caminho orientado por Deus, e seguindo a orientação vinda pelo homem.
Amados irmãos, amigos e leitores, temos na história Bíblica o exemplo de Abraão e Ló e suas escolhas. Os dois habitavam na mesma localidade, mas os dois se engrandeceram muito em bens e começou a haver confusão entre seus empregados, então Abraão fez uma proposta a Ló e abriu mão de sua escolha, deixando que Ló fizesse uma escolha. Se Ló fosse para um lado, Abraão iria para outro. Ló e sua esposa que fizeram a escolha errada, escolheu a região de Sodoma e Gomorra que depois foi destruída por Deus. Foi-lhe dada a oportunidade de escolher a terra onde morar e escolheu pela aparência e o resultado não foi bom. “Porque nós vamos destruir este lugar, porque o seu clamor tem aumentado diante da face do Senhor, e o Senhor nos enviou a destruí-lo”. (Gênesis 19:17). 
Ló preferiu o melhor lugar , sem considerar que lá estavam as piores pessoas como esta escrito em: “Ora, eram maus os homens de Sodoma, e grandes pecadores contra o Senhor”. (Gênesis 13:13)
Aprendemos também no texto a importância de obedecermos ao Senhor, visto que eles não deveriam olhar para trás, mas a mulher de Ló desobedeceu olhando para trás e transformando-se numa estátua de sal. É como acontece também nos dias de hoje, olhamos para trás porque não queremos deixar os erros, queremos e aceitamos a mudança parcial, e não a mudança total; não pensamos nas consequências que nos levam a destruição, e perda da vida eterna com o Senhor Jesus.
Aprendemos nesta passagem Bíblica que quando a escolha é tomada pela aparência e não na orientação de Deus nossa alma fica afetada, atormentada, ficamos desgastados fisicamente e mentalmente como ficou a alma de Ló, em conviver com pessoas onde só morava o pecado, prostituição e iniquidade em todas as áreas.
        Amados irmãos, amigos e leitores, as Escrituras nos ensinam que em tudo devemos dar graças, pois esta é a vontade de Deus, e o texto acima nos mostra que as aparências enganam. Ló escolheu pela aparência, mas Abraão não fez questão de escolher porque  acreditou em todas a promessas de Deus, como está escrito em Gênesis 12:3 “E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra”.
        Podemos observar que após a separação e escolha da melhor parte da terra  escolhida por Ló, o Senhor Deus logo veio  ao encontro de Abraão para assegurar-lhe de que toda a terra da promessa haveria de pertencer-lhe, e também à sua descendência, por ele ter deixado e confiado na decisão de escolha de Deus. “Porque toda esta terra que vês, te hei de dar a ti, e à tua descendência, para sempre”.Gênesis 13:15). 
Pois, na verdade, antes que Abraão escolhesse obedecer a Deus, Deus já havia escolhido Abraão para si. Entendemos, então, que hoje também somos escolhidos segundo o coração de Deus, somos as meninas dos seus olhos.
Que o Senhor continue nos abençoando, para que não olhemos para trás, e que não venhamos a nos arrepender por ter escolhido fazer a coisa errada, devemos escolher o caminho certo, que nos leva em direção aos braços da misericórdia do Senhor Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador.
A escolha certa vem de Jesus. Quando entregamos a direção da nossa vida nas mãos de Deus e pedimos que Ele nos dirija e escolha por nós, somos bem-sucedidos em nossa caminhada.

                                    JESUS É A ESCOLHA CERTA